THEME ☁ flore-céu ⛅
Will you still love me when I shine? From worlds bend, not from beauty.
Do I wanna Know?

“Mas eu queria que você soubesse que eu me importo.”

Chuva de novembro (via adesejar)

“Não se entra em uma água se não for para se molhar, não se senta perto de uma lareira se não for para se esquentar. Pois é, pensei também que quando nos apaixonamos fosse para nos amar.”

Fabrício Bernardo (via diminuido)

“Primeiro, você sente muito. Depois, você sente falta. Quando percebe, você não sente mais nada.”

Tati Bernardi.  (via esclarecer)

“A sua ausência me traz como consequência a carência.”

Alex Nunes. (via autorias)

“Chorei, chorei, até ficar com dó de mim.”

Chico Buarque.    (via diminuido)

“O amor nem me avisou que chegou, poxa vida, ferrou.”

Fabrício Bernardo  (via velhice)

“Era tudo tão triste. E depois que as escolhas estavam feitas, jamais dava certo, pra ninguém, por mais que afirmassem o contrário.”

Charles Bukowski (via diminuido)

“Você não infecta mais a minha tranquilidade. Meus anticorpos, as recordações daqueles meses, abortando suas aproximações impulsivas e vazias. Boa notícia. Achei que morreria de você.”

You need to go back, Isaac. (via regou)

velhice:

 

e não se faça triste
que se a dor existe, é pra nos ensinar a viver.
e antes que a solidão lhe engula.
eu te dou a bula de um abraço.
te pego no laço.
e no fim de tudo
a gente vai sobreviver.

“Na hora me pareceu uma boa saída, deixar você respirar um pouco, ir ser sozinho um tempo. Não que o amor houvesse acabado. Só estava escondido sob a pilha de defeitos que tínhamos e as promessas quebradas. A vontade de dar certo estava enterrada, e eu estava cansado demais para continuar cavando.”

You need to go back, Isaac.  (via velhice)

“Ele não bebe, não transa, não ri, não ingere gordura, não joga, não conta histórias, não liga pra ninguém, mal fala, nem drogas ele usa. Viver pra quê? Deus, dá o lugar pra quem quer fazer alguma coisa! Viver é pra quem tem vontade. Pra quem não tem vergonha de errar.”

Gabito Nunes.   (via velhice)

111
miss-catastrofes-naturales:

Martin Hruška 
Eyes (1970)